A Taxa Tobin e os alicerces da economia “divina “

Janeiro 9, 2012 at 6:11 pm

Post revisado e atualizado em 09/02/12

“Poucas pessoas deixarão de reconhecer que o Espírito insuflado no mundo por Bahá’u’lláh, Espírito esse que está se manifestando em graus variados de intensidade, mediante os esforços conscientes de Seus declarados apoiadores e, indiretamente, através de certas organizações humanitárias, jamais poderá penetrar no gênero humano e exercer uma influência duradoura, a não ser que, e até que, encarne em uma visível Ordem portadora de Seu nome, integralmente identificada com Seus princípios e funcionando de conformidade com Suas leis…” ( do livro: A Ordem Mundial de Baha’u’llah)

Além da Nova Ordem Mundial de Baha’u’llah possuir o seu sinal, nome e número de letras do seu nome, os governantes da terra devem se esforçar para criar uma regulamentação no mercado financeiro através de um imposto global.

O imposto Global

Durante a sua viajem missionária nos EUA, o mestre da globalização Abdu’l’Bahá  (filho de Baha’u’llah) também proferiu palestras sobre o futuro ajuste da economia mundial:

“Bahá’u’lláh deixou princípios de orientação e ensinamentos para o reajustamento da economia”.  (9 DE JUNHO DE 1912 Palestra de Abdu’l no Templo Batista Esquina das Ruas Broad e Berks, Filadélfia, Pensilvânia Sexto)

Não demorou muito para que o universo se movimentasse segundo as leis de Baha’u’llah. Em 1972 foi criada a taxa Tobin:

A Taxa TOBIN é um imposto único que varia entre 0,1 e 0,5% sobre todas as transações cambiais e possui os seguintes objetivos:

1) Reduzir os movimentos especulativos, normalmente de curto prazo. A menor volatilidade do mercado monetário resultante da aplicação da taxa teria como consequência a recuperação da capacidade de proteção das moedas ao nível nacional, face à desvalorização e crises financeiras.

2) Ela permite, não só garantir um ambiente mais estável para um desenvolvimento sustentável, como também os recursos necessários para iniciar o combate às desigualdades que caracterizam os vários países.

3) A taxa Tobin é por alguns apresentada como um instrumento que poderia resolver não só os problemas que a volatilidade dos mercados financeiros geram nos países, mas também o problema do crescente abismo entre ricos e pobres

Todas as pessoas do planeta pagariam esse imposto que é muito parecido com a antiga CPMF implantada aqui no Brasil. A diferença é que se a arrecadação ficam em um centavo convertendo todos os produtos para algo do tipo  $.9,99, ou seja, a arrecadação do imposto mundial ficaria por volta de 7 milhões.

O dinheiro arrecado e administrado pelo executivo mundial de Baha’u’llah trará um curto período de prosperidade para terra:

“E este rei fará conforme a sua vontade, e levantar-se-á, e engrandecer-se-á sobre todo deus; e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas, e será próspero, até que a ira se complete; porque aquilo que está determinado será feito.”  (Daniel 11 : 36)

O ensaio do falso aquecimento da economia já pode ser visto no sistema de empréstimos. Hoje, o  sindicado de todas as categorias não luta mais por aumentos de salários ou uma vida digna, mas apenas para a indução ao consumo e ao vício dividas.

“Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;”  (Lucas 17 : 28)

Devido aos grandes corruptos (especialmente o governo brasileiro) a maior parte do dinheiro arrecado irá desaparecer  gerando assim mais pobreza e injustiça social. É claro que o governo irá maipular as estatística e apresentar falsas taxas  de crescimento como já tem feito na atualidade.

 

http://www.janusonline.pt/2003/2003_1_3_11.html

Advertisements

Entry filed under: Uncategorized.

Qual o objetivo final dos direitos humanos? Sociedade dos profetas mortos


Categorias

Arquivos