Posts filed under ‘Estudos Bíblicos’

Quem é o filho da perdição ? – parte II

Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, (II Tessalonicenses 2 : 3)

1) A origem do erro

O homem da iniqüidade, mencionado pelo Apóstolo  Paulo, é normalmente identificado como o Anticristo, mas ele  nunca usou esse nome  em suas epístolas.

Os mais diversos livros de escatologia associam o capítulo II de Tessalonicenses com o Apocalipse 13 e o estudo termina atribuindo o título de Besta do Abismo e Anticristo a uma mesma pessoa.

Para entender a origem desse erro foi analisado um estudo Bíblico que é muito utilizado nas escolas dominicais feito pelo  Rev. Hernandes Dias Lopes e outros pastores. O Rev. Hernandes Dias Lopes é o pastor titular da Primeira Igreja Presbiteriana de Vitória-IPB.

Talvez ele não saiba, mas a Igreja Presbiteriana foi uma das primeiras a ouvir o clamor de Baha’u’llah e aceitar os seus ensinamentos no passado.

Após um ano da morte de Baha’u’llah (1892), no dia 23 de setembro de 1893 foi criado o Parlamento das Religiões (foto abaixo).   parliament-religions1A sessão iniciou-se com a leitura dos textos de Baha’u’llah lidos pelo  Reverendo Presbiteriano  George A Ford (clique aqui para conferir) .O Parlamento das Religiões está acima do Conselho Mundial de Igrejas e é a primeira instituição divinamente ordenada por Baha’u’llah a utilizar o seu sinal, a estrela de nove pontas, como símbolo.

E desde esse dia o espírito do engano permanece nos ensinamentos dessa denominação e muitas outras igrejas evangelizadas com os ensinamentos de Baha’u’llah. Os objetivo final não poderia ser  outro, preparar os cristãos presbiterianos  para o milênio de”paz e amor global” de  Baha’u’llah.

2) O filho da perdição e o objeto de adoração

Algumas interpretações dizem que o Anticristo será  um  objeto de culto ou adoração:

O qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama DEUS ou é objeto de culto, a ponto de assenta-se no santuário de DEUS, ostentando-se como se fosse o próprio DEUS. (II Tessalonicenses 2:4)

O objeto de adoração está relacionado com a sua imagem. Em apocalipse 13:15 nos diz que a imagem da besta do abismo é um espírito e  que será materializado para ser adorado:

E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. (Apocalipse 13 : 15)

Se o versículo acima se referisse a um homem material, ele não precisaria de ajuda para poder falar nessa dimensão. Através dessa boca, a Besta do Abismo falará blasfêmias contra DEUS por 42 meses:

E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses. (Apocalipse 13 : 5)

O objeto de adoração, admiração  ou culto descrito em II Tessalonicenses 2:4  é totalmente revelado em Apocalipse 17:8  que é a besta do Abismo:

A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá. (Apocalipse 17 : 8)

Dessa forma podemos concluir que existem dois caminhos a seguir:

 

a) O filho da perdição é o Anticristo-  O anticristo somente se revelará como uma pessoa feroz  na Grande tribulação e quando o seu deus tiver uma boca. Ele também será entendido em adivinhações.

Mas, no fim do seu reinado, quando acabarem os prevaricadores, se levantará um rei, feroz de semblante, e será entendido em adivinhações. (Daniel 8 : 23)

avental-grau-9Os cristãos que esperam por essa revelação correm o risco de serem deixados para traz.Nesse período o Anticristo se achará o perfeito, pois será um maçom de grau nove. O avental usado nesse grau é representado por uma cabeça degolada que representa o futuro holocausto cristão:

Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos. (Apocalipse 13 : 10)

b) O filho da perdição é a Besta do Abismo- Após a sua manifestação e apostasia espiritual algumas pessoas o identificarão, mas a maioria não aceitará isso como verdade, pois teremos vários sinais e prodígios de mentira (falso arrebatamento, falsos anticristos e falsos profetas) . E um pouco depois disso acontece o arrebatamento:

Dois estarão no campo; um será tomado, o outro será deixado. (Lucas 17 : 36)

E, respondendo, disseram-lhe: Onde, Senhor? E ele lhes disse: Onde estiver o corpo, aí se ajuntarão as abutres. (Lucas 17 : 37)

Referências:

http://www.bci.org/nnby/history/third_epoch_heroic.htm

http://www.hernandesdiaslopes.com.br/

http://www.parliamentofreligions.org/index.cfm

Fevereiro 23, 2009 at 2:19 pm

Quem é o filho da perdição?

zeus3O arrebatamento somente acontecerá após a manifestação da apostasia e do filho da perdição:

Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, (II

Tessalonicenses 2:3)

1) A Apostasia

A apostasia foi escrita pelo profeta Habacuque. O filho da perdição ajuntará para si todos os povos e nações e não serão poucos os cristãos (especialmente evangélicos) que farão parte da nova ordem mundial:

Tanto mais que, por ser dado ao vinho é desleal; homem soberbo que não permanecerá; que alarga como o inferno a sua alma; e é como a morte que não se farta, e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos. (Habacuque 2 : 5)

2) O Filho da perdição

Por isso é muito importante saber quem ele é. As suas características estão descritas no versículo abaixo:

O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. (II

Tessalonicenses 2:4)

No início do versículo acima, o Apóstolo Paulo nos diz que ele se opõe e se levanta contra tudo o que se chama DEUS, ou seja, o filho da perdição dirá que  ele é a manifestação final de outros deuses do passado como Hórus, Shiva, Zeus e muito outros.

Mais adiante, o versículo diz que ele se parecerá com  DEUS. A única forma de alguém que foi humano, pois o apóstolo Paulo se refere a ele como o homem do pecado, se parecer e assentar-se como DEUS é que ele também seja um ser espiritual. 

Em Isaias 14:13 nos diz que satanás, um ser espiritual, tentou estabelecer o seu trono acima das estrelas:

E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. (Isaías 14 : 13)

Mas o seu plano foi não deu certo naquela época e ele foi lançado no inferno por DEUS:

E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo. (Isaías 14 : 15)

Isso significa que o seu  trono localizado nas regiões celestiais será ocupado por outra pessoa que é a besta do abismo e esse receberá o poder de satanás (o Dragão) descrito em Apocalipse 13:4:

E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela? (Apocalipse 13 : 4)

3) O Anticristo

Mas quando fazemos a leitura de Daniel  8:13, 11:31, 12:11 deixa claro tratar-se da existência de um templo físico Para entender melhor o que está acontecendo é necessário ler novamente Isaías 14:13:

E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. (Isaías 14 : 13)

A intenção de satanás é estabelecer dois templos de adoração um no mundo espiritual que ficará acima das estrelas e outro material na congregação do norte de Israel, ou seja, no Monte Carmelo, pois foi nesse local que o profeta Elias unificou a humanidade em nome de DEUS, agora é a vez dos negligentes e desatentos receberem a mentira no mesmo local.

A função do santuário no mundo material é servir como ponte para o mundo espiritual. É nesse local que o Anticristo servirá a um deus estranho, ou seja, ele é submisso a Besta do Abismo:

Com o auxílio de um deus estranho agirá contra as poderosas fortalezas; aos que o reconhecerem multiplicará a honra, e os fará reinar sobre muitos, e repartirá a terra por preço. (Daniel 11 : 39)

A maçonaria espiritualista ,que é a religião do anticristo, vê o templo de Salomão como uma espécie de portal entre os dois mundos. O templo material é apenas uma forma de contato com o seu deus:

“…não tentamos reconstruir materialmente o Templo de Salomão; é um símbolo, nada mais – é o ideal jamais terminado, onde cada maçom é uma pedra, preparada sem machado nem martelo no silêncio da meditação. Para elevar-se, é necessário que o obreiro suba por uma escada em caracol, símbolo inequívoco da reflexão. Tem por materiais construtivos a pedra (estabilidade), a madeira do cedro (vitalidade) e o ouro (espiritualidade)…”
http://www.pedreiroslivres.com.br

Fevereiro 16, 2009 at 1:33 pm

A “solução” para a crise financeira

A suposta solução  para a crise financeira está no cavaleiro da Balança e o cavaleiro do Arco.

O cavalo preto refere-se a um ciclo de crises econômicas necessárias para a implantação da Nova Ordem Mundial. Nesse caso, o símbolo usado é uma balança que representa justiça, ou seja, uma criação de leis  para tentar conseguir um equilíbrio no sistema financeiro:

E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer ao terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança na mão. (Apocalipse 6 : 5)

Em Apocalipse 6:6 a solução provisória para a crise econômica é representada por uma medida de trigo por uma de dinheiro, quando a crise está grave (menor poder de compra), e três medidas de cevada por uma de dinheiro (maior poder de compra), quando a situação melhora um pouco.

Como esse período de tribulação sempre esteve presente, DEUS e o Senhor Jesus  não tem deixado que os cristãos verdadeiros peçam esmolas ou passem fome. Esse é ,o significado do azeite e do vinho no versículo abaixo :

E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho. (Apocalipse 6 : 6)

Em Zacarias 6:6 , o cavalo preto e o seu cavaleiro com uma balança (que representa a crise financeira)  encontra-se com o cavalo branco, o seu cavaleiro e o Arco Vitorioso (que representa uma falsa solução para a crise financeira) . Eles cavalgam juntos para o norte da terra Gloriosa de Israel, ou seja, eles se encontram na cidade de  Haifa.

O carro em que estão os cavalos pretos, sai para a terra do norte, e os brancos saem atrás deles, e os malhados saem para a terra do sul. (Zacarias 6 : 6)

No versículo  acima também existe uma ligação entre o norte e o sul. O norte é o oriente e o sul o ocidente, ou seja, as instituições que estão no norte são legislativas e as instituições que estão no sul as executivas. 

O ciclo de problemas, soluções, problemas  vão continuar até que esses dois cavaleiros , segundo a ordem de DEUS, parem e repousem no norte como descrito em Zacarias 6:8.

E chamou-me, e falou-me, dizendo: Eis que aqueles que saíram para a terra do norte fizeram repousar o meu Espírito na terra do norte. (Zacarias 6 : 8)

A fé Baha’i está cumprindo todas as profecias acima,  pois o seu objetivo  é  estabelecer uma economia mundial portadora do Sinal (a estrela de nove pontas) , nome e número (9) de Baha’u’llah como atesta o guardião da fé.

“…Poucas pessoas deixarão de reconhecer que o Espírito insuflado no mundo por Bahá’u’lláh (…) a não ser que – e até que – encarne em uma Ordem portadora de Seu nome, identificada integralmente com Seus princípios e funcionando de conformidade com Suas leis…” (Chamado às Nações – Shoghi Effendi- o Guardião da fé)

Mas para isso é necessário  que seja construída a  [1] Biblioteca Baha’i, a sua última instituição “divina” que forma o “Arco da vitória de Baha’u’llah.” É nesse local que a ciência e a religião se unirão em nome da nova ordem econômica mundial no oriente.arc-bahai

Já no ocidente, que é representado pela ONU, compete criar o parlamento mundial para que as novas legislações econômicas sejam obedecidas através da força do exercito mundial comandadas pelo executivo mundial ( O verdadeiro Anticristo).

[1] Isso não significa que Baha’u’llah somente se manifestará espiritualmente quando ela estiver totalmente pronta.

Janeiro 31, 2009 at 6:31 pm

As profecias de Daniel e o chifre pequeno

8-chifresNesse estudo foi isolado os dez chifres e analisado apenas o chifre pequeno.

Apesar do chifre pequeno ter uma aparência inofensiva, ele é o principal criador do governo mundial. Para descobrir a importância desse chifre, é necessário analisar a relação simétrica existente entre as profecias deixadas  pelo Profeta Daniel e o Apóstolo João. O chifre pequeno é  descrito da seguinte forma pelo Profeta Daniel:

Estando eu a considerar os chifres, eis que, entre eles subiu outro chifre pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava grandes coisas. (Daniel 7 : 8)

A primeira parte diz que ele estava a considerar os chifres; esses representam o Anticristo e seus nove mestres eleitos:

Depois disto eu continuei olhando nas visões da noite, e eis aqui o quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, o qual tinha dentes grandes de ferro; ele devorava e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres. (Daniel 7 : 7)

Mais adiante, em Daniel 7:8, está escrito:   “ eis que, entre eles subiu outro chifre pequeno”. O chifre pequeno representa o governo espiritual.  O Apóstolo João descreve esse mesmo sistema de governo , só que de forma mais detalhada. Nesse caso, o chifre pequeno está relacionado com as sete cabeças :

E EU pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. (Apocalipse 13 : 1)

Em outra parte do mesmo versículo  (Daniel 7:8) diz: “diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados”. Ou seja, esses três chifres descritos pelo profeta Daniel estão muito próximos um dos outros.

A forma de descrever feita pelo profeta Daniel e pelo Apóstolo João são um pouco diferentes, mas possuem o mesmo sentido. O que o profeta Daniel chama de chifres, o Apostolo João Chama de cabeças, mas em ambos os casos todos são reis.

Em Apocalipse 17:10 os sete reis estão distribuídos da seguinte forma. Cinco foram descartados; e existe uma proximidade muito grande ente os três últimos reis:

E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. (Apocalipse 17 : 10)

Abaixo  temos novamente a divisão do governo material e do espiritual. No começo do versículo,  fala-se sobre os dez reis (o anticristo e seus nove mestres eleitos que é o governo material) e de outro governo que surgirá em paralelo que é composto por esses três reis ( o governo espiritual):

E, quanto aos dez chifres, daquele mesmo reino se levantarão dez reis; e depois deles se levantará outro, o qual será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis. (Daniel 7 : 24)

Ainda analisando o versículo de Daniel 7:8, mais adiante diz o seguinte: “ ; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava grandes coisas”

Esse versículo é aprova definitiva de que o governo espiritual é mais importante que o material. O versículo diz que o chifre possui “olhos como os de homem”; e não de um homem, ou seja, fala de um ser espiritual. E foi concedido que  esse espírito falasse, pois Daniel nos diz que: “ele falava grande coisas.”

 

Conclusão:

1) Se somarmos os três reis descritos pelo profeta Daniel com os cinco reis que caíram pelo Apóstolo João, temos oito reis. O oitavo rei e a Besta do Abismo:

E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição. (Apocalipse 17 : 11)

2) Todos os reis foram abatidos (mortos), mas o sétimo rei merece um maior destaque, pois ele durou um pouco de tempo:

E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. (Apocalipse 17 : 10)

Isso significa que ele se declarou um manifestante de DEUS e foi morto ainda jovem. O único motivo que ele poderia ter sido morto com tão pouco tempo de ministério  é ter sacrificado a sua vida anunciando a vinda do oitavo rei:

E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição. (Apocalipse 17 : 11)

3) A nova ordem mundial é um governo espiritual e não material, pois é a besta da terra  (Apocalipse 13:11) é quem vai retirar a besta do abismo e implantar uma economia mundial portadora do Sinal, Nome e número desse líder espiritual.

Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (Apocalipse 13 : 17)

4) Como foi visto, esse ser espiritual descrito pelo Profeta Daniel também falará nessa dimensão através do uso da tecnologia. O Apóstolo João complementa com detalhes esse acontecimento no futuro:

E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. (Apocalipse 13 : 15)

5) O Anticristo e seus nove mestres eleitos, (a besta de dez chifres)  são o governo executivo que é o governo material. A besta do abismo é o líder espiritual. Satanás dará poder para  todos ao mesmo tempo:

E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. (Apocalipse 17 : 12)

6) Como todos disseram ser um manifestante de DEUS e Jesus foi o único verdadeiro, satanás pode incluí-lo nessa lista de oito reis, pois o que mais existe nos dias atuais são falsos cristãos de todo o tipo. Maçons, cabalistas, alquimistas e muitos outros. Isso é uma Blasfêmia tão grande que o Senhor Jesus trocou de nome como descrito no versículo abaixo:

A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome. (Apocalipse 3 : 12)

Agora é só complementar esse estudo com a revelação progessiva bahá’i. A única teoria que não é utilizada pelos teólogos credenciados da ONU-UNESCO.

 

Janeiro 26, 2009 at 7:25 pm


Categorias

Arquivos


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.